Acesso à internet no Brasil


Em fins de 2013, várias instituições de pesquisa estimaram que no Brasil existam cerca de 105 milhões de internautas. E é para a parcela dos menos informados que se dirige este artigo.

Informes básicos

O acesso à internet pode ser realizado de três formas: (i) a mais antiga, através de uma linha telefônica discada (conexão dial-up) e (ii) a mais moderna, pela chamada banda larga (broad band), que usa dois equipamentos de suporte essenciais – o modem e o roteador. Há ainda o (iii) acesso via rádio, mais usado em áreas rurais.

Em todos os casos, as atividades dos usuários da internet são feitas por meio de sinais elétricos emitidos para satélites de comunicação, os quais se encarregam de retransmiti-los ao destino desejado. Dessa forma, foi preciso criar e instalar uma série de meios de telecomunicação, visando a entregar os serviços gratuitos da rede mundial, na porta da casa de cada cidadão.

Os meios necessários requereram elevados investimentos das muitas partes interessadas na novidade. Podem ser assim simplificados:

─ Lançar satélites geoestacionários na órbita da Terra; implantar cabos coaxiais, de fibra ótica ou metálicos, interligando vários continentes; criar plataformas de softwares básicos para realizar a telecomunicação sem fio (wireless).

Provedor de acesso e conexão na Internet

Provedor de acesso e conexão na Internet

Esse processo, somente disponível há pouco mais de duas décadas, envolveu um incontável número de cientistas e profissionais, trabalhando com foco desde os anos 1960. Culminou quando o físico Tim Berners-Lee e sua equipe criaram a Grande Rede Mundial – Web [1].

Provedores de acesso

Assim foi-se abrindo um grande mercado mundial. Empresários visualizaram a chance montar empresas para comercializar o acesso à internet. Milhões de novos empregos foram criados mundo afora. Mas os primeiros empreendedores foram norte-americanos e, tal como praga infecciosa, provedores de internet se espalharam pelo mundo.

Estima-se que hoje, incluindo o acesso por telefone celular, haja mais de 3 bilhões de internautas no planeta!

Conheça a qualidade de seu acesso

Têm-se vários provedores de internet no Brasil, todos pagos e com seu próprio nível de qualidade. Porém, sem exceção, são bem inferiores aos provedores norte-americanos. Nos EUA ainda existem provedores de banda larga gratuitos, com alta qualidade!

A qualidade da conexão de acesso deve ser analisada pelo usuário por meio de pelo menos duas variáveis: (i) a intermitência do acesso, ou seja, acesso sem interrupção de sinal (“Merda! Caiu a internet!”), e (ii) a real velocidade da banda larga adquirida, uma vez que, nem sempre, o que se contrata com provedores brasileiros corresponde aos serviços que efetivamente se recebe.

Para realizar essa análise existem vários websites na internet que fazem testes da velocidade de acesso de sua conexão. Sugere-se que clique no OOLKLA Speed Test, pois parece ser o teste mais completo e confiável. Tem-se o hábito de fazer esse teste sistematicamente, dado que os resultados demonstram a variação da qualidade dos serviços de um mesmo provedor.

Este website, além de fornecer a velocidade de acesso da conexão, faz comparações entre a sua conexão e outras mais, tanto do Brasil, quanto do planeta. Constitui uma boa medida para o internauta verificar a qualidade dos serviços prestados por seu provedor.

No último teste que se realizou, o OOKLA forneceu as seguintes notas comparativas:

Nota nacional: B+ = 79% e Nota global: B = 63%.

A nota nacional indica que apenas 21% das conexões feitas no Brasil são mais rápidas. No entanto, a nota global mostra como os provedores brasileiros se encontram em comparação com os provedores internacionais, ou seja, 47% das conexões do mundo são mais rápidas!

Recomenda-se que você faça esse teste e verifique a qualidade de seu provedor. Se necessário for, sempre há formas de trocar de provedor.

Por sinal, fez-se a escolha do provedor de acesso nacional com base no conhecimento de especialistas em internet e na longa experiência que se possui. Tem-se certeza que se escolheu o de melhor qualidade, mesmo que ele seja mais lento do que a metade do resto do mundo.

……….

[1] Para conhecer um pouco da História da Internet clique em A Web, Grande Rede Mundial.

Aguarde nossa resposta...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s