Jacurutu ou corujão-orelhudo


Classe: Aves.
Ordem: Strigiformes.
Família: Strigidae.

Espécie: B. virginianus.
Nome Científico: Bubo virginianus.
……….

Informações gerais

O Bubo virginianus é o maior rapinante noturno encontrado nas Américas. Trata-se de uma grande coruja, podendo atingir 60 cm de comprimento, com a soberba envergadura de asas de até 1,5 metro. Podem pesar até cerca de 1,8 kg. As fêmeas são maiores do que os machos.

Jacurutu – Reprodução da Wikiaves

Apresentam “orelhas” eretas e proeminentes (não são orelhas, com audição, mas penas que são mantidas verticalmente). Possuem olhos amarelados e garras poderosas cobertas por penas.

A cor de sua plumagem varia do cinza claro ao marrom escuro. Apresentam as partes inferiores barradas. Possuem garganta branca bastante proeminente, em especial quando se encontram vocalizando.

Possuem uma grande variedade de subespécies. No entanto, apenas a Bubo virginianus nacurutu é encontrada no Brasil.

Hábitos e Habitats

Costumam ser avistadas em áreas semiabertas com árvores, ravinas, cerrado. Em áreas de rochas escarpadas que possuam árvores e arbustos. E também em áreas antropogênicas, como grandes parques.

Tornam-se ativas após o crepúsculo, mas em algumas regiões ficam alertas já no final da tarde ou início da manhã.

Durante o dia descansam em algum de seus esconderijos, que podem se localizar entre a densa folhagem de árvores ou arbustos, em reentrâncias de penhascos, entre rochas ou em ocos de grandes troncos.

Permanecem com as orelhas eretas e olhos semifechados. No crepúsculo, suas vocalizações são mais frequentes. Emitem alguns chamados de seu galho (poleiro) antes de voar para um poleiro em áreas mais abertas, frequentemente uma rocha ou um galho exposto, de onde vocalizam. Normalmente vários poleiros são utilizados para demarcarem o território, com a intenção de atrair a fêmea.

O macho pende a cabeça para frente com o corpo alinhado horizontalmente, com a cauda e asas ligeiramente abaixadas, durante suas vocalizações. Nesta posição, a garganta é inflada e apresenta uma área esférica branca proeminente. No crepúsculo, esta marcação torna-se bastante evidente, indicando que se trata de um macho. As fêmeas normalmente não apresentam esta característica quando vocalizam.

Ambos sexos podem ser bastante agressivos, mesmo com os humanos, sobretudo durante a época de reprodução, após a eclosão dos ovos.

Alimentação

Suas presas principais são mamíferos menores até o tamanho de lebres, ratões e gambás (suas presas mais comuns). Também buscam aves do porte de patos, garças e aves de rapina de médio porte, além de pequenos répteis, sapos, aranhas e grandes insetos.

Caçam geralmente em áreas abertas ou semiabertas, em bordas de matas ou em clareiras. Geralmente partem de um ponto elevado, de onde mergulham para capturar suas presas. Porém, quando detectam a presa durante o voo, mergulham para capturá-la.

Matam suas presas utilizando as poderosas garras e bicando-as na cabeça. Cada presa específica é levada a um local seguro para ser devorada ou então para o próprio ninho. A comida excedente é normalmente armazenada em espaços protegidos do território que domina.

O observador de aves

Nunes D’ Acosta Nunes fez esta fantástica fotografia noturna de um jacurutu, na Fazenda São Conrado, em Cristalina, Goiás.

Jacurutu ou corujão-orelhudo

3 pensamentos sobre “Jacurutu ou corujão-orelhudo

    • Lúcia,

      Ao pesquisarmos sobre essa ave de rapina aprendemos algumas coisas. Por sinal, não detemos todos os conhecimentos do que publicamos. A o tempo de vida é o verdadeiro aprendizado. Por que não dividi-lo para multiplicar?

      Equipe de Sobre o Ambiente.

      Curtir

Aguarde nossa resposta...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s