PEC dos Descendentes de Alemães


Prática para a igualdade humana

Recebemos pelo correio postal da cidade de Nova Hamburgo, RS, a seguinte carta, assinada pelo Professor Joerg W. Pullmann, a quem não conhecemos pessoalmente ou mesmo por telefone.

No entanto, o Professor solicitou-nos a publicação de sua missiva em nosso site, como forma de pressão política em favor de todos os descendentes germânicos residentes neste país. Dado que os termos da PEC nos pareceram amigáveis e normais, segue a carta.

Obra dos descendentes de alemães no Brasil

Prezada “Presidenta” Dilma Roussef,

Como minoria segregada no Brasil, nós, descendentes de alemães, solicitamos providências do governo federal para sermos igualados aos negros, perdão, afrodescendentes, no que tange aos direitos dos cidadãos. Para tanto, pacificamente reivindicamos seja aprovada a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que contemple os seguintes pontos:

  1. Fica estabelecida a cota de 5% para alemães e seus descendentes nas universidades públicas brasileiras;
  2. Fica proibido chamar descendentes de alemães, ucranianos, holandeses e outros europeus de “Polaco”;
  3. Fica proibido chamar um indivíduo de “alemão“, pois o termo é pejorativo e denigre a imagem deste, como ser humano;
  4. Fica estabelecido que os descendentes de alemães devem ser chamados de “germano-descendentes“;
  5. Chama-los de “alemão” passa a ser considerado crime de racismo inafiançável – a despeito do fato de a raça humana ser só uma;
  6. Igualmente deve ser considerado crime de racismo o uso das expressões “alemãozão“, “alemãozinho“, “alemoa“, “alemoazinha“, “bicho de goiaba” e etc, para se referir aos germano-descendentes;
  7. Fica proibido o uso de expressões de cunho pejorativo associadas aos descendentes de alemães. Exemplo: “Coisa de alemão!“, “Alemão porco“, “Só podia ser alemão“, “Alemão batata” , “comedor de chucrute“, “português que sabe matemática” e etc;
  8. Fica estabelecido o dia 25 de julho como “Dia Nacional da Consciência Germânica”, feriado nacional;
  9. Fica estabelecido o dia 25 de novembro, como “Dia Nacional do Orgulho Alemão”, feriado nacional, mesmo que não se possa “chamar alemão de alemão”;
  10. Fica criada a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã, subordinada à Secretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Racial;
  11. Fica estabelecido o prazo de 2 anos para a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã virar Ministério dos Alemães, juntando-se aos outros 38 ministérios brasileiros, mesmo que não se possa “chamar alemão de alemão”;
  12. Fica proibida qualquer atitude de segregação aos descendentes de alemães, as quais os caracterizem como inferiores a outros seres humanos;
  13. Fica restrita ao governo brasileiro a pressuposição de que os alemães são inferiores, estabelecendo cotas, restrições associativas, nominativas e sanções para as mesmas;
  14. Passa a ser crime de “germanofobia” qualquer agressão deliberada contra um descendente de alemães, mesmo que não se possa “chamar alemão de alemão”;
  15. Toda criança que usar a expressão “alemão batata come queijo com barata” estará cometendo bullying violento e deverá ser encaminhada imediatamente para tratamento psicológico;
  16. Em caso de um negão chamar um alemão de alemão, este adquire automaticamente o direito de chamar o negão de negão, sem os prejuízos legais da aplicação das sanções já previstas no Brasil;
  17. Ficam estabelecidos como Centros Nacionais da Cultura Alemã o bairro do Buraco do Raio, em Ivoti, Rio Grande do Sul; a zona central de Blumenau, Santa Catarina; e o bairro de Drei Parrulho, em Santa Cruz do Sul.

Nada mais havendo a tratar, agradeço a publicação desta carta neste website que tem demonstrado para os descendentes alemães ser clemente e imparcial.

Professor Joerg W. Pullmann

Post Scriptum: Caso descendentes de outros povos do mundo tenham interesse em participar ou ampliar nossa PEC, sintam-se a vontade, criem seus próprios Centros Nacionais de Cultura, bem como as restrições de tratamento que considerarem adequadas à sua própria cultura. Estejam certos de uma coisa: terão total apoio dos germano-descendentes, pois somos todos brasileiros.

3 pensamentos sobre “PEC dos Descendentes de Alemães

  1. Apoiado! Vou criar a dos descendentes de portugueses, loiros de olhos azuis! Mais ofensas do que estes, ninguém ouviu.

    Curtir

Aguarde nossa resposta...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s